4º Festival de Filmes Curta-Metragem das Escolas Públicas de Brasília

 

O Festival de Filmes Curta-Metragem das Escolas Públicas de Brasília é uma ação da Gerência de Produção e Difusão de Mídias Pedagógicas/Canal E, que tem como missão implementar a linguagem audiovisual na educação, promover a formação e o letramento audiovisual e estimular a produção autoral e o protagonismo dos estudantes da rede pública de ensino. Ação essa que visa colocar os estudantes das escolas públicas do Distrito Federal como protagonistas de suas histórias em um dos eventos de maior importância para o cinema nacional, o Festival de Brasília do Cinema Brasileiro.

 

Trata-se de uma ação conjunta da Subsecretaria de Educação Básica, da Coordenação de Políticas Educacionais Transversais, da Diretoria de Mídias e Conteúdos Digitais e da Gerência de Produção e Difusão de Mídias Pedagógicas/Canal E – da SEEDF – e da Subsecretaria de Políticas de Desenvolvimento e Promoção Cultural e da Coordenação de Audiovisual da SECULT.

 

Em 2018, o festival tem como homenageada a Professora Doutora Laura Maria Coutinho, que dedicou muitos anos de sua vida à formação audiovisual no contexto pedagógico. Ela atuou na área de educação, cinema, arte e cultura. Desenvolveu pesquisas com a utilização de filmes e linguagem cinematográfica. Quando atuou na secretaria, foi uma das pioneiras e grande incentivadora na implementação do Canal E, aproximando a universidade à educação básica.

 

O Festival de Filmes Curta-Metragem das Escolas Públicas de Brasília tem por finalidade revelar, reconhecer e afirmar a produção artística e criativa dos estudantes por meio da linguagem audiovisual, além de promover o intercâmbio no âmbito do cinema.

 

Voltado para um público de aproximadamente 250 mil estudantes da rede pública de ensino do DF que estão matriculados do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental, Ensino Médio, Ensino Profissionalizante e Educação de Jovens e Adultos. Dentre os principais objetivos estão: dar visibilidade à produção audiovisual desses estudantes; promover a formação e o intercâmbio dos(as) professores(as) mediadores(as); e contribuir com a formação do público de cinema na cidade.

 

O Festival tem uma temática livre, porém em todas as edições também é trabalhado um tema específico que fomente entre os estudantes o debate no ambiente escolar. Nessa 4ª edição, o tema não poderia ser mais atual: “O que você tem a ver com a corrupção?”. O Festival, com isso, enseja abordar as seguintes reflexões: a origem da corrupção; as questões culturais; atitudes que representam pequenas corrupções no dia a dia e a compreensão sobre corrupção; propor soluções para acabar com todo e qualquer tipo de corrupção; instigar transformações a respeito do indivíduo em sociedade; proporcionar sentimentos de cidadania e pertencimento à sociedade, ao povo e à nação.

 

As mostras e cerimônia de premiação acontecem no Cine Brasília. Em 17 de setembro, serão exibidos os 15 filmes selecionados dos estudantes do Ensino Médio, Ensino Profissionalizante e Educação de Jovens e Adultos; e, no dia 18, os 15 filmes selecionados dos estudantes do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental.

 

A produção autoral dos estudantes é acompanhada na escola sempre por um(a) professor(a) mediador(a). Os curtas, em formato digital, têm no máximo cinco minutos de duração. As produções selecionadas de cada modalidade concorrem a nove categorias: melhor filme, melhor roteiro, melhor direção, melhor fotografia, melhor montagem, melhor ator, melhor atriz, melhor abordagem do tema e melhor filme escolhido pelo júri popular.

 

A Comissão Julgadora é composta por professores, artistas e cineastas de Brasília que escolherá 15 filmes de cada nível/modalidade para exibição e premiação.

 

Ensino Fundamental

1- Os Defensores do Recanto Finito, de Samuel Costa da Conceição/ Escola Centro de Ensino Fundamental 113 - CRE Recanto das Emas
2- Depende de nós, de Marissa Wilges Martins e Raquel Pinheiro Cavalcante da Silva/ Escola Centro de Ensino Fundamental 01 - CRE PP/Cruzeiro
3- Bill Cova Rasa, de Pedro Igor Rodrigues de Souza e Pedro Victor Miguel de Araújo/ Escola Centro de Ensino Fundamental 04 - CRE Planaltina
4- Cai na real, de Elimaewe Pereira de Araújo/ Escola Centro de Ensino Fundamental 01 – CRE PP/ Cruzeiro
5- A Escolha, de Maria Eduarda da Silva Oliveira/ Escola Centro de Ensino Fundamental 01 - CRE PP/Cruzeiro
6- O cometa, de Jéssica Ramos Laranjeira Braga/ Escola Centro de Ensino Fundamental 01 – CRE PP/Cruzeiro
7- A corrupção nossa de cada dia, de Augusto Douglas dos Santos Silva/ Escola Centro Educacional 11 - CRE Ceilândia
8-Decidir, de Elízia Hemily de Sousa Oliveira/ Escola Centro de Ensino Fundamental 602 - CRE Recanto das Emas
9- Diaphthora, de Jamilly Oliveira/ Escola Centro Educacional 11 - CRE Ceilândia
10- Incorruptível, de Vítor Gonçalves Lesboa/Centro de Ensino Fundamental 01 – CRE Brazlândia
11- Mysteryboy – O Garoto Mistério, de Henryck Guilherme, Thiago Henrique, Calebe Juvito/ Escola Centro de Ensino Fundamental 04 - CRE Planaltina
12- Ninguém tá vendo, mas eu tô, de Danielly de Oliveira Borges/ Centro de Ensino Fundamental Metropolitana – CRE N. Bandeirante
13- Nós somos a corrupção, de Ryan Martins de Oliveira/ Escola Centro Educacional 04 - CRE Sobradinho
14- O privilégio, de Marcus Vinícius Lopes Camargo/ Escola Centro de Ensino Fundamental 602 - CRE Recanto das Emas
15- Somos todos corruptos, de Amanda Lopes de Oliveira/ Escola Centro de Ensino Fundamental 08 - CRE Taguatinga

Ensino Médio

Ainda há tempo, de Pedro Vitor Da Silva/ Centro de Ensino Médio 111 – CRE Recanto das Emas
Alucinações de uma mente obscura, de Luiza Midlej/ Centro de Ensino Médio da Asa Norte – CRE PP/Cruzeiro
A chave da escola, de Ezequiel Luiz Farias de Sena/ Centro Educacional São Francisco – CRE São Sebastião
Ciclo, de Julia Xavier/ Centro de Ensino Médio Paulo Freire – CRE PP/Cruzeiro
Cola na escola, de Ana Lima/Centro Educacional 310 - CRE Santa Maria
A corrupção e suas consequências, de Ewerton dos Santos Silva/ Centro Educacional Dona América Guimarães – CRE Planaltina
Dinheiro, amor e família, de Beatriz Vieira/ Centro Educacional 03 – CRE Guará
Estamos preparados para votar?, de Bruno Zacarias dos Santos Landim/ Centro de Ensino Médio 01 – CRE Paranoá
Há cor no teu amor!, de Rita de Cássia Estrela Lopes/ Centro de Ensino Fundamental 04 – CRE Planaltina
Mulher: em teu silêncio, o grito de tantas, de Pedro Henrique Freitas de Andrade/ Centro de Ensino Fundamental 04 - CRE Planaltina
Ninguém viu, de Jonatas Cardoso do Mar Coimbra/ Centro de Ensino Médio Integrado – CRE Gama
Muito para poucos, pouco para muitos, de Helena Ferreira do Nascimento e Ariel Otávio Silva Solimões/ Centro Educacional 310 – CRE Santa Maria
Reincidência, de João Pedro/ Centro Educacional 01 do Riacho Fundo II – CRE Núcleo Bandeirante
A tinta preta, de Eduardo Pereira Diniz/ Centro de Ensino Médio 404 – CRE Santa Maria
Violência muda, de Catarina Queiroz/ Centro de Ensino Médio Setor Leste – CRE PP/Cruzeiro