Ambiente de Mercado - Clínicas de Projetos

Pensando para apoiar o produtor mas com um olhar dedicado ao projeto, este módulo é essencial para a melhor compreensão e qualificação dos projetos em busca de melhores condições de competitividade no mercado.

Internacionalização de projetos: Coprodução e Comercialização com Mary Morita

Nesta clínica, os projetos serão analisados de acordo com seu potencial de internacionalização, visando esclarecimento de eventuais dúvidas e colaboração para viabilização de negócios.



Mary Morita

Formada em Cinema e Administração de Empresas, faz parte da equipe do Brazilian Content, em que atua como coordenadora das atividades internacionais. Com experiência na área de distribuição e produção audiovisual, está no time BRAVI há seis anos em que atuou na organização e acompanhou delegações de produtoras brasileiras em mais de 20 eventos internacionais.

Planejamento, modelagem e estruturação de produção com Érica de Freitas

.



Érica de Freitas

Erica de Freitas é graduada em Cinema pela Universidade  Gama filho e aluna da pós em Roteiro para Cinema, TV  e Multiplataformas pela Universidade Veiga de Almeida, ambas no Rio de Janeiro. Atuou como Coordenadora de Projetos na Bananeira Filmes entre 2011 e 2013 participando da equipe executiva dos filmes Billi Pig (José Eduardo Belmonte), El ardor (Pablo Fendrik - Coprodução BR – AR), Um homem que voa: Nelson Prudêncio (Adirley Queirós e Maurilio Martins), Quase Samba (Ricardo Targino) e Mate-me por favor (Anita Rocha da Silveira - Coprodução BR – AR). É Produtora Executiva do longa metragem “Vidas Partidas” ( 2016), produzido pela Voglia Produções. Desde 2014 presta serviços para a Saruê Filmes, assinando como Produtora Executiva da série de 10 episódios “A Linguagem do Cinema - II “ (2017), dirigida por Geraldo Sarno. Presta consultoria em elaboração de projetos e estratégias para captação e composição de orçamentos. Atualmente se dedica exclusivamente à Encantamento Filmes e ao Projeto Visionárias, que oferece mentoria a novas diretoras do mercado audiovisual. Em sua empresa tem preferência por projetos de novos talentos, dando especial atenção a diretoras mulheres e negras. Erica desenvolve no momento três projetos pessoais: o roteiro do longa metragem “Pulmão de Aço” (Roteiro adaptado), o roteiro da série “A Genomante” (Roteiro original) e se prepara para estrear na direção com o longa documentário ”Porque não me lembrei delas?”.

FSA

O Fundo Setorial do Audiovisual (FSA) é um fundo destinado ao desenvolvimento articulado de toda a cadeia produtiva da atividade audiovisual no Brasil. Seus diferentes programas, ações e chamadas públicas atendem aos mais diversos perfis de agentes de mercado e criadores, potencializando o financiamento de projetos competitivos e ampliando o acesso ao público.



Daniel Mattos

Especialista na Ancine onde atua como Assessor da Superintendência de Desenvolvimento Econômico a partir de sua experiência com processos de seleção do FSA, além de professor de pós graduação em roteiro e desenvolvimento de projetos e realizador cinematográfico.

Co-produções nacionais com Mari Brasil

Vamos analisar a co produção pretendida pelos participantes, entender seus pontos e porque cada um pretende ter uma produtora ao seu lado. Muitas co produções na verdade acontecem sem necessidade de se uma co produção, podendo apenas ser um acordo entre o autor e a produtora, por exemplo.

Entender o que envolve ser o co produtor, o ônus e o bônus desta parceria é o melhor caminho para decidir qual o melhor modelo de negócios para seu projeto.

 



Mari Brasil

Há 24 anos no mercado de produção independente, sendo que há 12 atua na área de produções para TV, tanto em produtoras como em um canal com participação em mais de 70 obras produzidas para TV.

Desde 2012 é sócia da empresa mari brasil que faz consultoria e ministra cursos na área de produção executiva com foco em desenvolvimento de projetos para TV.  Atendeu mais de 1000 alunos e produtores independentes em todo o Brasil.

Trabalha com diversas instituições, entre elas:  Centro Cultural Barco em SP,  Ancine, AIC, Instituto Itau Cultural SP, ABPITV, APRO/Sebrae,  Instituto Icuman em Goiania, FAAP – Pós graduação RTV, Faculdade de Comunicação de Salto – Itu, Porto Digital/Porto Mídia – PE, Instituto Cultural Dragão do Mar – CE, Festival de Cinema do RJ, Festival de Cinema de BH, Fundação Roquete Pinto, Fundaj – PE entre outros.

Em 2017 criou com mais 3 produtoras um coletivo de executivas chamado c/as4atro, onde juntas administram as consultorias e vários cursos para o setor. Saiba mais www.as4atro.com.br