Teko haxy – Ser imperfeita

Direção: Patrícia Ferreira e Sophia Pinheiro. Documentário, 40 min, 2018, GO/RS, livre

Um encontro íntimo entre duas mulheres que se filmam. O documentário experimental é a relação de duas artistas, uma cineasta indígena e uma artista visual e antropóloga não-indígena. Diante da consciência da imperfeição do ser, entram em conflitos e se criam material e espiritualmente. Nesse processo, se descobrem iguais e diferentes na justeza de suas imagens.


.

Mostra: Territórios Audiovisuais Indígenas